Guy Debord e o cinema , ou a redecomposição do espetáculo  – Milton Esteves Jr.

Os filmes de Debord são exemplos da tergiversação situacionista destinada a subverter o espetáculo por meio dos seus próprios suportes (a exemplo do que faziam com pinturas, fotonovelas, emissões de rádio e TV etc.), para neles inserir – ou melhor, “restabelecer” – diálogos reais. Continuar lendo  Guy Debord e o cinema , ou a redecomposição do espetáculo  – Milton Esteves Jr.

Avalie isto: