Um Ensaio Sobre a Guerra – Marildo Menegat

Em um Seminário na UFRJ, mais precisamente no Núcleo de Estudos Interdisciplinares em Fenomenologia , fomos encontrar o professor Marildo Menegat discorrendo sobre um tema que não é comum ser discutido na Academia : o tema da origem das guerras no mundo contemporâneo, o mundo criado pelo capitalismo.

Através da chave de leitura da Crítica do Valor Dissociação, o professor desenvolve pensamentos num formato que ele aponta como Ensaios e nos faz confrontar as ideias que temos sobre este tema e que com certeza estão ancoradas na visão iluminista trazida por Carl Von Clausewitz , que tem como aforismo máximo a frase conhecida de que “ a guerra é a continuação da política por outros meios” , cultuada por todos aqueles que se interessam por este fenômeno, próprio dos seres humanos .

Marildo não segue por este caminho, e tendo como base as publicações de Robert Kurz desenvolve um pensamento atrelando a guerra a economia política e ele nos diz : a guerra é o prolongamento da economia e a economia é um prolongamento da guerra . Trata- se então de uma contestação ao modo de leitura tradicional sobre a a guerra e a inserção da mesma como um modo intrínseco do modo de produção capitalista .

Para aqueles que como eu seguem o desenvolvimento do pensamento do professor Marildo Menegat percebem que esta seara onde ele pretende transitar é um campo minado que exigirá muito fôlego teórico para o entendimento deste fenômeno humano : A Guerra .

A obra de Robert Kurz tem muito a contribuir neste campo, mas infelizmente ela foi cortada pela sua morte prematura . Ele nos deu uma grande contribuição com seu livro A Guerra de Ordenamento Mundial e vários textos sobre tema . Muitos em publicações na coluna que manteve na Folha de São Paulo .

Observemos que ele sem dúvidas foi um pensador original quando colocou na gênese do capitalismo uma punção de destruição, analisando aparecimento das armas de fogo não meramente como um desenvolvimento tecnológico mas como um instrumento importante na obtenção do mais valor e reprodução do capital . Vemos aí que Kurtz não se coloca entre aqueles que veem no capitalismo um modo de produção positivo , na sua gênese, para a humanidade. Mas sim como um sistema que levaria a humanidade ao estágio em que estamos hoje : a beira da destruição.

Percebemos, pela sua obra e por suas intervenções sobre o caráter da crise do capitalismo, que o olhar do professor Marildo Menegat está em uma fase madura e por isto pronto para contribuir neste caminho trilhado por Kurz ( vejam a entrevista em Outras Palavras ) . Ao assistirem a este vídeo vocês verão que ali ele nos provoca e nos convida para uma reflexão aprofundada sobre o tragédia em que estamos imersos . Certamente a chave de leitura da Crítica do Valor Dissociação será um instrumento poderoso para que ele avance na compreensão deste fenômeno que nós seres humanos engendramos : a Guerra total contra nossos semelhantes !

Arlindenor Pedro

Qual sua opinião ?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s