Fazendo história – Arlindenor Pedro

 

Quando ele subiu no palanque e olhou para fora…não acreditou no que viu.A multidão ia da Candelária até a Central do Brasil.Alguém falou: – chegamos a 1 milhão de pessoas!!! Este era o maior comício, dentre os inúmeros que tinha ajudado a organizar, desde que o movimento se iniciara. Uma massa compacta, viva, com tamanha energia que,acreditem: saía faíscas com um barulho de eletricidade que vinha da multidão. Teve medo. Não conseguia falar. Foi para o fundo do palanque, receoso de que alguém tivesse visto o que aconteceu, o que vira, da sua reação.

 

Aquele comício era o resultado de um movimento que ele e alguns outros tinham iniciado meses atrás, com poucas pessoas, em intermináveis reuniões na ABI.Discutia-se tudo. Qual o nome do movimento? Eleições Diretas para Presidente da República. Muito grande! Não sabia como apareceu o slogam : Diretas Já.Pegou!

 

Como era do PMDB pediu ao Presidente a representação do Partido: – tudo bem, falou ele, ninguém vai querer ir mesmo . Essas reuniões são um saco!Ficou com a representação. Votava em nome do PMDB do Rio, num conselho de entidades, sindicatos, associações, que ia crescendo gradativamente. A cada reunião tinha mais gente, mais falatórios, divergências, mas..as coisas andavam. Cada reunião marcava uma nova passeata, que sempre começava na Candelária e acabava na Cinelândia. Um trabalho danado. Não se importava. Tinha muita energia. As ruas eram dele!!!

 

As passeatas começaram pequenas.Na primeira esperavam cinco mil pessoas- vieram mais de dez mil.Na segunda apostavam em vinte mil. Mais de trinta mil apareceram.Mais de cinqüenta mil na terceira.Ultrapassaram a histórica passeata dos cem mil,colocando nas ruas cerca de duzentas mil pessoas.Depois disso, o governador chamou todos no palácio. Queria fazer parte daquele movimento, que se alastrara para as principais cidades do país.Colocou à disposição do Comitê, uma ampla sala na Assembléia Legislativa . Agora era um movimento oficial, chapa branca.Com direito a tudo, inclusive propaganda nas rádios e TVs.

 

No último comício, da Candelária, não puderam ficar mais na frente do palanque, dirigindo os falatórios.Chamaram um “locutor oficial”,artistas para um grande show, onde os principais políticos iriam falar.Bem, era assim mesmo.A função deles tinha tinha acabado. Tinham iniciado, contra tudo e contra todos,um dos maiores movimentos de massa da história do Brasil.Para comemorar foram jantar numa grande casa de show- presente do governador. Vida que segue…

 

Arlindenor Pedro 

Qual sua opinião ?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s