Obsessão – por Arlindenor Pedro

Sentado, só, nesta cela fria,

vôo pelo espaço.

Guiado por meus pensamentos

tento alcançar o mundo .

Parece-me que daqui, longe dele,

posso compreendê-lo melhor .

Lá fora estão todos, a riqueza,

a miséria .

Aqui estou eu, o confinamento,

a esperança .

Liberdade!!!

Quantas vezes repeti teu nome,

quantas noites chorei por ti!

Liberdade!!!

Quantos poetas falaram-me de ti!

do teu corpo, da tua alma!

Mas, agora,

somente agora, te conheço,

somente agora sei quem és.

Triste sina a minha :

– Lutei, sofri por alguém que na

verdade não conhecia!

Antes, eras uma palavra; talvez

mais,um sentimento.

Antes, eras uma luta; talvez

mais,um ideal.

Triste sina a minha:

– só te conhecer quando de mim

te apartaram.

Hoje, torno a lutar por ti,

novas noites choro por ti .

Mas,

há mais sofrimentos no choro!

Maduro pela tua falta

te conheço melhor .

Um dia estarei nos teus braços

( para te possuir daria a vida,

a existência!) .

Tu és uma obsessão, uma procura

desesperada.

Presídio Hélio Gomes, 1976

Arlindenor

Um comentário sobre “Obsessão – por Arlindenor Pedro

Qual sua opinião ?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s